Pescadores de Itacoatiara apresentam reivindicações ao vice-governador do estado

O vice-governador e secretário chefe da Casa Civil, Carlos Almeida, e o deputado estadual  Álvaro Campelo, estiveram reunidos neste sábado (7/12) com mais de dois mil pescadores da região de Itacoatiara, no baixo rio Amazonas, para ouvir demandas e anunciar as possibilidades de acesso da categoria à linhas de financiamento, além de investimentos que o Estado planeja fazer para melhorar a vida dos pescadores, como a implantação de fábrica de gelo.

Nos municípios que o Governo já visitou neste ano, os pescadores reclamam do abandono pelo qual têm passado nos últimos anos. Segundo eles, faltou quem os representasse, além da dificuldade em serem ouvidos pelo Executivo Estadual.

“Temos projetos para implantação de 20 fábricas de gelo, sendo 10 com recursos próprios. Vamos fazer todo esforço necessário para atender a categoria, que merece atenção, e que agora tem o nosso vice-líder na Assembleia Legislativa, deputado Álvaro Campelo, como interlocutor”, destacou o vice-governador. A pesca, aponta Carlos Almeida, é uma das prioridades da política de desenvolvimento do governador Wilson Lima para o interior do Estado.

Essa parceria, entre pescadores e o Governo do Amazonas, discursou o deputado Álvaro Campelo, trará ganhos para todos: pescadores, que terão apoio para desenvolver a atividade; e a população, que poderá contar com um produto mais farto e barato nas feiras e mercados. “Essa parceria que aqui estamos selando tem palavra e compromisso”, afirmou o vice-líder do Governo na Assembleia.

O vereador Neguinho da Z13, um dos líderes dos pescadores de Itacoatiara, afirma que a colônia tem 3 mil pescadores associados, de 350 comunidades. “A fábrica de gelo que tinhs era pequena, não dava conta da demanda. E a categoria também precisa de financiamento”, afirma o vereador. A Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), afirma o vice-governador, pode voltar a cumprir esse papel, oferecendo crédito a juros subsidiados pelo Estado.

O deputado Cabo Maciel ressaltou a importância da união da categoria, que mostra força para fazer suas reivindicações. “E o mais importante é que o Governo Wilson Lima tem ido aos municípios, para dialogar, para ouvir as pessoas, e essa postura facilita”. O deputado teve emendas liberadas pelo Estado para a aquisição de ambulâncias, que vão melhorar o atendimento da Saúde do município.

Abandono
Os pescadores são unânimes em afirmar que precisam de apoio para desenvolver a atividade. “Precisamos de uma fábrica de gelo, precisamos de apoio, estamos esquecidos. Sempre tivemos que ir atrás dos governos, e agora esperamos ser melhor tratados”, desabafa a pescadora Selma Almeida, de 46 anos.

Os pescadores Francine Andrade, 50, e Edmilson Pereira, 61, explicam que o gelo que hoje a categoria compra é distante e caro. Segundo eles, muitos não podem comprar o insumo, restringindo a atividade, já que em poucas horas, o pescado pode estragar se não estiver acondicionado com o devido resfriamento. “A fábrica que tínhamos está tanto tempo parada, que nem sei quando foi a última vez que ela funcionou”, observam os pescadores.

Fonte – Secom Am
Fotos – Michaell Mello – Secom


Avatar

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *