Governador critica sindicalistas da educação e diz que vai encaminhar projeto com reposição salarial de 4,73%

O governador do Amazonas, Wilson Lima anunciou, nesta segunda-feira (13/05), que vai encaminhar à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) Projeto de Lei com a reposição salarial da data-base dos profissionais da educação, no porcentual de 4,73%, conforme a contraproposta apresentada às entidades da categoria na última sexta-feira, 10/05. Além disso, o governador assegurou que vai começar a pagar progressões de carreira horizontais e verticais, dobrar o valor do auxílio localidade e ampliar, reajustar o auxílio alimentação e ampliar o vale-transporte dos professores com carga de 40 horas.O anúncio foi feito em pronunciamento para a imprensa na sede do Governo, zona oeste de Manaus, com a presença do secretário de educação, Luiz Castro. Na ocasião, o governador também pediu aos professores que retornem às salas de aula e terminem a paralisação, que vai completar 30 dias e que prejudica alunos da rede estadual de ensino.

“Eu estou encaminhando para a Assembleia Legislativa a mensagem com esse percentual de 4,73%, garantindo promoções horizontal e vertical e dobrando o auxílio localidade para aqueles professores, principalmente, que estão lá no interior e tem uma dificuldade muito grande para se deslocarem e tem a questão da logística, o que acaba sendo muito difícil”, disse o governador.

Sinteam rebate governo

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) mostrou-se surpresa com as declarações dadas pelo governador Wilson Lima acusando as lideranças do movimento de greve da educação de estar ligadas aos interesses de partidos políticos. “O pronunciamento do governador quebra a mesa de negociação. Não recebemos isso com bons olhos uma vez que já tínhamos a assembleia da categoria marcada para amanhã e que vamos manter. Em momento algum fomos intransigentes ou dividimos o movimento, uma vez que aceitamos a imposição do próprio governo em só nos receber se fosse junto com a Associação de Professores e Pedagogos das Escolas Públicas do Ensino Básico de Manaus (Asprom), o que não dificultamos em nada pelo bem de nossa categoria”, declarou Ana Cristina, presidente da entidade classista.

Prejuízo

Em coletiva à imprensa, realizada na tarde desta segunda-feira, 13, o governador Wilson Lima iniciou seu pronunciamento citando o prejuízo que a greve tem causado ao Estado e na vida de milhares de estudantes.

“Durante todas as negociações que tivemos com o Sinteam e também com a Asprom, nenhuma teve retorno positivo. Pelo contrário, houve manifestações de radicalismo, ataques à minha pessoa e à minha equipe de trabalho. Além disso, outra coisa que nos preocupa, é que os dois movimentos não se entendem, tudo porque há um viés político muito grande por trás desses grupos”, criticou o governador Lima.

Assembleia no Rio Negro

O movimento dos trabalhadores da Educação, liderado pelo sindicato (Sinteam) realiza assembleia geral nesta terça-feira, 14/05, às 16h, na sede do Atlético Rio Negro Clube, no centro histórico. As atenções de profissionais e governo estão voltadas para decisão da categoria que, avaliará a proposta da reposição salarial e de outros ganhos apresentadas pelo governador Wilson Lima, no fim de semana passada.

 

 

Fonte. Redação portaldonorte.com
Fotos. Diego Peres – Secom-AM; Cléber Maia – portaldonorte.com

 

 


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *