Sistema de videoconferência agiliza audiências de detentos no Amazonas

O sistema de audiências por videoconferência entre as varas criminais e as unidades prisionais de Manaus teve início nesta sexta-feira (26/04), no Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM 2), localizado no km 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). A medida resulta do Acordo de Cooperação Técnica entre o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e representará aos cofres públicos economia estimada em 7 milhões ao ano.

As audiências aconteceram simultaneamente no CDPM 2 e no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, zona centro-sul. A 3ª Vecute e a Vara de Execução Penal (Vep) realizaram três videoconferências com a participação de internos da unidade prisional. A implantação do sistema de videoconferência repercute diretamente na adoção de medidas modernas e eficientes, na redução de custos e na segurança.

Para o secretário da Seap, tenente-coronel Marcus Vinícius Almeida, a utilização de videoaudiência vai dar celeridade no julgamento de processos, além de aumentar a segurança da população. “As escoltas com deslocamento de presos das unidades prisionais até o fórum deixarão de acontecer. Dessa forma, daremos mais segurança e reduziremos custos”, afirmou

A representante da Defensoria Pública do Estado (DPE), Isabel Cristina, acompanhou o início dos trabalhos no CDPM 2. “A implantação do sistema vai dar efetividade às audiências, que vão parar de ser remarcadas. As prisões longas vão deixar de acontecer. Quando as audiências não acontecem gera um prejuízo para o interno que vê o seu direito, da razoável duração do processo, ficando no esquecimento”, avaliou.

 

 

 

Fonte. Secom-AM
Foto. Cláudio Heitor – Secom-AM


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *