‘Lockdown’ é a alternativa mais ‘difícil’

Comerciantes dizem que “o pior é as pessoas morrerem”.

Com 1.206 casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas, o Governador Wilson Lima, no domingo, 12, subiu o tom durante uma transmissão ao vivo pela internet, sobre a necessidade do isolamento social.

“Eu não quero tomar essas medidas restritivas, mas vai chegar um momento em que o Estado vai ter de baixar um decreto estabelecendo um lockdown, quando fecha tudo”, alertou Wilson Lima.

O Governador mencionou o lockdown pela primeira vez como uma possibilidade para o Estado, é que diariamente cresce o registro de novos infectados pelo coronavírus. Só para se ter ideia de sábado, 11, para domingo houve crescimento de 120% no número de casos confirmados.

Questionado pela reportagem do Portal do Norte sobre possível quarentena total, o Diretor-Presidente da Câmara dos Dirigentes e Lojistas de Manaus Ralph Assayag, diz entender o apelo do governo.

“Temos até agora um bom relacionamento com o Governo. Então, se vim acontecer em relação a fechar tudo é uma pena, mas o pior é essas pessoas morrerem”.

Raph Assayag diz que a doença assusta, pois o ritmo do contágio é acelerado.

“Isso (doença), está chegando perto de todos, são pessoas que estão morrendo são amigos, conhecidos nossos e isso é muito ruim”.

O Amazonas já registra 62 óbitos confirmados por covid-19.

Avatar

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *