Ceará registra primeira morte de preso infectado com o novo coronavírus

Destaques

O estado do Ceará registrou, nesta semana, a primeira morte de um detento de seu sistema penitenciário por infecção causada pelo novo coronavírus. A informação foi confirmada na terça-feira (28) pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do estado.

A vítima, um homem de 36 anos, morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Horizonte, na região metropolitana de Fortaleza, na segunda-feira (27). Ele estava internado desde o dia 21, quando apresentou sintomas de gripe severa e teve o diagnóstico positivo para COVID-19.

Em nota, a SAP informou que a ala na prisão em que o detento ficava foi isolada e que nenhum outro preso do local apresenta sintomas da doença. “O Núcleo de Saúde realizará testes em todos os internos desta ala”, informou a SAP.

Ainda de acordo com a Secretaria, o governo providenciou testes rápidos para servidores e internos com o objetivo de antecipar o diagnóstico de casos suspeitos e prevenir uma possível disseminação da doença.

Até o momento, 67 agentes penitenciários penitenciários já foram diagnosticados com COVID-19 no Ceará, segundo o governo. “Todos estão estáveis, isolados e acompanhados por um grupo intersetorial da SAP composta por médicos, psicólogos e assistentes sociais”, informou a secretaria.

Por esse motivo, foi colocado em prática um plano de contigência no sistema prisional do Ceará. A SAP garante ter efetivo de agentes suficiente pra garantir a segurança do sistema prisional do estado.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Ceará tem 6.918 casos confirmados e 403 mortes causadas pelo novo coronavírus. Já a Secretaria de Saúde do estado fala em 6.985 e 417 mortes pela doença.

Fonte: cnnbrasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *