Estudante da rede estadual é selecionado para intercâmbio nos EUA

Ryan Falcão Palheta, do Colégio Amazonense Dom Pedro II, participará do Programa Jovens Embaixadores, em Washington

O estudante Ryan Falcão Palheta, do Colégio Amazonense Dom Pedro II, será o representante do Amazonas na comitiva do Programa Jovens Embaixadores. Em janeiro de 2020, o aluno fará uma viagem para Washington, nos Estados Unidos, onde passará três semanas participando do intercâmbio.

O programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos que beneficia alunos brasileiros da rede pública de ensino. Entre as atividades do programa, o aluno participará de reuniões com autoridades do governo dos Estados Unidos e líderes comunitários; visitará escolas e projetos sociais; e participará de atividades de voluntariado.

Durante o intercâmbio, além de conhecer a cultura norte-americana, Ryan Falcão Palheta fará, também, uma apresentação sobre o estado em que mora, destacando, dentre outras características, seus aspectos históricos, culturais e potencialidades.

O estudante conta que as expectativas para a viagem são as melhores, em vista da responsabilidade de estar representando não só a escola, como, também, o Amazonas e o Brasil. “O intercâmbio nos proporciona ter um vasto conhecimento sobre a cultura, a política e a educação americana. Estou muito ansioso quanto à oportunidade de conhecer a Casa Branca e poder ter acesso a figuras políticas importantes do país”, afirmou.

Ryan revela que um dos critérios para participar do programa era apresentar um projeto social. “Durante a minha estadia, devo expor a iniciativa da qual eu faço parte, esta intitulada de ‘Nova Jovem’, um projeto social que visa dar assistência a jovens em vulnerabilidade social e que necessitam de auxílio”, destacou.

Orgulho
De acordo com o gestor da instituição, David Martins, além de representar o Amazonas, Ryan Falcão Palheta levará o nome da Escola aos Estados Unidos.

“Enquanto gestor, vejo a importância do aluno em representar o Amazonas e a grande contribuição que a nossa escola teve nesse processo. Para a gente, é a maior satisfação ter em nosso quadro escolar um aluno com uma ótima iniciativa social, esforçado e determinado. O Ryan é um exemplo para todos os nossos outros estudantes, pois estimula os 1.300 alunos que temos na escola a acreditarem que também podem participar de programas como o Jovens Embaixadores, assim como de outras iniciativas”, disse.

Inscrição
Conforme David Martins, a inscrição do estudante foi feita por meio site do próprio programa.

“A indicação aconteceu por meio de palestras recebidas no SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), estas ministradas pelo ICBEU (Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos), escola de idiomas representante da embaixada norte-americana. A inscrição é aberta e os estudantes que foram selecionados passaram por um processo de avaliação rigoroso, sendo o aluno selecionado dentre estudantes de todo o Brasil”, contou o gestor.

Jovens Embaixadores – Criado em 2002, o Programa Jovens Embaixadores busca beneficiar alunos brasileiros da rede pública de ensino que são exemplo em suas comunidades por meio de sua liderança, atitude positiva, consciência cidadã, excelência acadêmica, e conhecimento e fluência em Língua Inglesa.

Os candidatos devem ter um bom desempenho escolar e falar inglês, entre outros requerimentos.

Foto. Divulgação


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *