Bolsonarista mata idoso a socos e pontapés por divergência política

Antônio Carlos Rodrigues Furtado, de 61 anos, morreu de uma parada cardíaca após ser espancado pelo bolsonarista Fábio Leandro Schwindlein, de 44 anos, que começou a agredir o idoso por ele ser de esquerda

Apoiador de Jair Bolsonaro, Fábio Leandro Schwindlein, de 44 anos, matou o idoso Antônio Carlos Rodrigues Furtado, de 61 anos, após agressão com socos e pontapés por discussão sobre política. Rodrigues teria um posicionamento mais à esquerda e Fábio Leandro já demonstrou em diversas publicações nas redes sociais ser bolsonarista.

O crime ocorreu nesta quarta-feira (27) na Avenida Alvin Bauer na região central de Balneário Camboriú, Santa Catarina (SC). Segundo boletim de ocorrência feita pela polícia, Fábio Leandro estava “muito alterado e proferindo palavras impróprias de cunho ofensivo”, quando começou a agredir o idoso

“A vítima foi para a calçada e em seguida, F.L.S iniciou com as agressões. Após o ato, a vítima caiu no chão, e o autor continuou a agredí-lo. Em ato contínuo, a vítima levantou-se e pediu para cessar com a agressão, pedido este ignorado pelo autor do fato. Neste momento, a vítima caiu novamente no chão, desta vez, desacordado”, diz o boletim.

Rodrigues teve uma parada cardíaca no local e morreu. “A viatura do SAMU também deslocou ao local e prestou atendimento a vítima que estava em parada cardíaca, entretanto, a vítima não resistiu e veio a óbito no local”, diz o boletim de ocorrência.

Crime cruel
Segundo informações obtidas pela Fórum, a própria polícia admite que o crime teve ares de crueldade, pois Fábio Leandro é fisicamente mais forte que o idoso e teria continuado as agressões mesmo com Furtado implorando para que ele parasse.

A própria nota divulgada pela polícia enfatiza a crueldade, segundo testemunhas que presenciaram a cena. “As testemunhas B.S.R.R e J.O.R informaram que F.L.S estava muito alterado e proferindo palavras impróprias de cunho ofensivo à A.C.R.F. Relataram que a vítima neste instante afastou-se de F.L.S, entretanto, a discussão continuou. A vítima foi para a calçada e em seguida, F.L.S iniciou com as agressões. Após o ato, a vítima caiu no chão, e o autor continuou a agredí-lo. Em ato contínuo, a vítima levantou-se e pediu para cessar com a agressão, pedido este ignorado pelo autor do fato. Neste momento, a vítima caiu novamente no chão, desta vez, desacordado”.

Fonte. Revista Forum


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *