Fiscalização de trânsito será reforçada neste feriado (15)

Fiscalização de trânsito será reforçada neste feriado (15)

A fiscalização de trânsito em Manaus e na Região Metropolitana da cidade será reforçada durante o feriadão da Proclamação da República. O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) vai intensificar as blitze da Lei Seca em parceria com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e Polícia Civil. As operações de trânsito ocorrerão em todas as zonas da cidade e nas entradas e saídas da capital.

As operações fazem parte da rotina de fiscalização do Detran-AM, determinada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), realizada pelo Departamento de Trânsito, por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot). O objetivo é promover a ordem e bem-estar social no trânsito, além de eventuais autuações quanto ao cometimento de infrações penais. A ação integrada faz parte da estratégia do sistema de segurança pública do Governo do Amazonas para a redução dos índices de criminalidade e ocorrências no trânsito.

Pagamento Itinerante 
Em abril deste ano, o Detran-AM implantou o “Pagamento Itinerante”, por meio do qual o proprietário de veículos com licenciamento em atraso pode quitar os débitos veiculares durante as blitze de trânsito. O pagamento pode ser efetuado com parcelamento via cartão de crédito, ou à vista no débito. O pagamento do débito evita que o veículo seja recolhido ao parqueamento da instituição.

Infração 
Beber e dirigir é infração gravíssima, com multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) de R$ 2.934,70. O motorista que for flagrado nessas condições responde a processo administrativo, que prevê a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação por um ano. Em caso de reincidência em 12 meses, o valor da multa dobra.

Caso o flagrante aponte um nível de álcool no sangue a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, além da punição na esfera administrativa, o condutor responde por crime de trânsito. Nesse caso, a legislação prevê detenção de seis meses a três anos, após instrução do processo na Justiça.


Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta