Governo aproveita estado de calamidade para pagar supostas indenizações

Governo aproveita estado de calamidade para pagar supostas indenizações

Pagamentos podem chegar a R$240 milhões.

Durante os meses de pandemia o governo do Amazonas, aproveitando o estado de calamidade pública na saúde, o que gera a dispensa de licitação por parte da secretaria estadual de saúde (Susam), tem feito pagamentos com valores significativos para prestadoras de serviços que atuam em unidades de saúde do Estado, o que não seria comum em outros tempos dado o volume de recursos empregado.

Nos documentos que chegaram a redação do portaldonorte.com, três empresas se destacam. Juntas, suas ordens de pagamento podem ultrapassar o montante de R$240 milhões. WF Control, Líder Serviços e Limpamais tem seus empenhos contemplados pelo cronograma financeiro cuja unidade orçamentária é o Fundo Estadual de Saúde.

No campo natureza das despesas: Indenizações e Restituições. Mesmo no exercício fiscal de 2020. São vários serviços como. Processo: 016/2015-DETRAN/AM – 20712/2015-CGL; Nota de Empenho (2020NE01800); Número do Processo (07101.002564/2020). Em outro (2020NE00433) – Número do Processo (017101.0004/2019). E (2020NE01603) – Número do Processo (017101.011319/2020).

Decretado em 23 de março de 2020, o estado de calamidade pública na saúde do Amazonas que o governo estadual encontrou para pagar milhões de reais em indenizações à alguns fornecedores e prestadores de serviços.


Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta