Casa das Artes recebe exposição sobre o Festival de Ópera

Cultura

Como parte da programação do 22º Festival Amazonas de Ópera -FAO a Casa das Artes recebe, até 30 de maio, a mostra “EstudiÓpera”, que reúne 11 fotografias sobre o evento. Paralelamente, o espaço também está abrigando as atividades do “Jovens Mídias”, um projeto piloto que envolve estudantes na produção de conteúdo digital sobre o Festival.

O Festival Amazonas de Ópera- FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura -SEC, com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura. A abertura foi no dia 26 de abril e o evento segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

A exposição, que tem curadoria de Cristóvão Coutinho, diretor de Galerias da SEC, conta com 11 fotos do acervo de fotografias do Teatro Amazonas, de períodos diferentes do festival. Na mostra, o público poderá conferir imagens de espetáculos como “A Flauta Mágica”, “O Guarany” e “La Bohéme”, entre outros. Além das imagens, também fazem parte da mostra partituras, folders, DVDs e catálogos que contam parte da história do maior Festival de Ópera do país.

O acervo encontra-se disposto em uma sala que, durante o FAO, também está funcionando como redação e estúdio para os alunos do projeto “Jovens Mídias”. Formado por dez alunos dos ensinos Fundamental e Médio, o grupo se reúne na Casa das Artes de duas a três vezes por semana para produzir conteúdo sobre o Festival para plataformas digitais. Inicialmente, as ações podem ser conferidas pelo Instagram (@jovensmidias).

De acordo com Ricardo Lopes, organizador do projeto, o local serve como um espaço de troca de experiências e informações sobre o Festival. “Foi criado um ambiente que chamamos de ‘sala de diálogo’, onde o público vai poder acompanhar imagens de outras edições do FAO e interagir com o material atual que resultar desse olhar dos jovens sobre a produção cultural”, explica.

A Casa das Artes funciona de terça-feira a domingo, das 15h às 21h, na rua José Clemente, 564, Centro. A entrada é gratuita.

 22º FAO

Em 2019, o Festival Amazonas de Ópera celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro, com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. A programação conta com “Ernani”, de Giuseppe Verdi, já apresentado; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Os ingressos para o FAO 2019 estão à venda na bilheteria do Teatro Amazonas e por meio do site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas), com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação paralela conta com o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; projeto “Ópera Mirim”; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; concerto do Dia das Mães e Mulheres da Ópera.

Sobre o Bradesco Cultura

Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de Norte a Sul do país, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte.

São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. Fazem parte do calendário 2019 atrações como o musical “O Fantasma da Ópera” e o Natal do Bradesco, em Curitiba.

 

 

 

Fonte. Ascom -SEC
Foto. Divulgação – SEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *