Morre cantor Arlindo Júnior, o eterno Pop da Selva

O velório será realizado no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, Av. Constantino Nery, Zona Centro-Oeste, a partir das 8h da manhã desta segunda-feira, 30.

Arlindo Pedro da Silva Júnior, tinha 51 anos, e faleceu na noite deste domingo, 29, em um hospital particular da zona-sul de Manaus. O cantor fazia tratamento contra um câncer de 2016.

O artista, além de músico reconhecido e eterno levantador de toada do boi bumbá Caprichoso foi também ex-vereador de Manaus, ex-subsecretário de Cultura do Amazonas e ex-secretário de Cultura da Capital.

Arlindo Júnior fazia tratamento
contra um câncer no pulmão desde 2016, na quinta-feira, dia 26, foi internado e o quadro de saúde agravou nas primeiras horas deste domingo. Segundo a família às 22h20, Arlindo teve uma parada cardíaca e em seguida morreu.

Arlindo Júnior era considerado uma das mais importantes vozes da cultura amazonense tanto que conquistou o título de “Pop da Selva”.

O artista começou sua carreira no samba e no pagode, mas foi em 1989 que ganhou destaque no boi Caprichoso ao entrar no bumbódromo em Parintins defendendo o touro negro.

Avatar

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *