Bolsonaro reafirma compromisso com ZFM, após reunião frustrada com bancada

Bolsonaro reafirma compromisso com ZFM, após reunião frustrada com bancada

O governador Wilson Lima e o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, reuniram na tarde de ontem (11/4), com o presidente Jair Bolsonaro. Wilson e Menezes estavam preocupados com a falta de uma garantia mais concreta de defesa da Zona Franca de Manaus (ZFM). O presidente da República, na saída do encontro, reuniu os dois e gravou um vídeo. O Portal do Marcos Santos teve acesso à manifestação de Bolsonaro. Wilson Lima, lembrando da profissão original, “apresentou” a fala presidencial.

https://youtu.be/4e9GYFSMTmk

A reunião foi remarcada para quinta-feira (11/04), havia começado com grande frustração na bancada federal do Amazonas. Senadores e deputados federais esperavam conversar largamente com o presidente. A reunião, porém, foi atropelada pela cerimônia oficial dos 100 dias do Governo. Bolsonaro precisou sair às pressas e nada foi discutido.

Novo encontro presidente, senadores, deputados, governador e superintendente da Suframa está marcado para terça (16/04). “Será a vez de conversarmos com mais calma sobre os temas da região. Desta vez não deu. Foi muita correria”, disse o deputado federal Pablo Oliva (PSL).

Polo de Concentrados

O superintendente da Suframa, que tem relações pessoais com o presidente e integrantes da assessoria, conseguiu um encontro fora da agenda. Levou consigo o governador do Amazonas. O resultado foi surpreendente. Bem-humorado e disposto, Bolsonaro garantiu espaço para discutir o Polo de Concentrados. Trata-se do problema mais urgente da ZFM.

O presidente Michel Temer, em meados do ano passado, decidiu remover incentivo às indústrias de refrigerantes, instaladas em Manaus. Foi a forma que a equipe econômica de seu governo encontrou para cobrir o rombo do subsídio ao preço do diesel. O governo subsidiou o combustível para resolver a greve dos caminhoneiros. O movimento havia paralisado o País. A saída, tomada pela equipe de Temer, foi diminuir o percentual do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A taxa caiu de 22% para 4% em todo o Brasil. Isso retirou a vantagem comparativa das indústrias de Manaus, que não pagam esse imposto. Depois de muita negociação, Temer e a equipe aceitaram deixar a alíquota em 12%. Mas em junho a alíquota vai para 8% e em dezembro volta para 4%. Indústrias como a Pepsi-Cola, no entanto, não consideraram a mudança satisfatória e saíram de Manaus.

Mudou para o Paraguai.

“O principal é a falta de segurança jurídica para multinacionais que investem em Manaus. Se um decreto acaba com o Polo de Concentrados, o mesmo pode acontecer em setores como Duas Rodas e Eletroeletrônicos. Isso gera temor nos empresários”, analisa o economista Rodemarck Castelo Branco. Polos de Informática e Componentes São fortes os rumores de que o Ministério da Economia, dirigido pelo superministro Paulo Guedes, pode atacar a ZFM.

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) pressiona para isso. O ataque viria da criação de um Processo Produtivo Básico (PPB) diferente para produtores de bens finais de informática. “Isso quebra a indústria componentes de bens de informática na ZFM. Retira 10 mil empregos e a segurança jurídica do modelo. Como ficam os componentes que investiram e ainda estão pagando o investimento para se estabelecer em Manaus?”, disse um técnico da Suframa.

A Abinee está preocupada porque a Organização Mundial do Comércio (OMC) tomou decisão relativa à informática no Brasil. A resolução deve ser cumprida até fim de junho. Wilson Lima e Alfredo Menezes, conforme o vídeo acima, obtiveram garantia de empenho federal na solução desse problema.

“Falei ainda há pouco com o presidente sobre Polo de Concentrados, Lei de Informática e Polo de Componentes. Queremos que nossos técnicos possam sentar com os técnicos do governo para encontrar um consenso”, disse Wilson. “Está fechado o compromisso de que, por ocasião da discussão disso e do que mais for necessário, vocês estarão presentes. É orgulho e dever da nossa parte”, disse Bolsonaro. Tags: Alfredo Menezes, AM, Amazonas, Bolsonaro, concentrados, informática, Manaus, PPB, Wilson Lima, Zona Franca de Manaus.

 

Fonte. portaldomarcossantos.com.br


Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta