You are currently viewing Maués, o “Caribe Amazonense” regado pela energia do guaraná

Maués, o “Caribe Amazonense” regado pela energia do guaraná

Marcado pelo conflito tribal entre as etnias Mundurucu e Mawé no século 17, o município de Maués (a 267 quilômetros de Manaus) é um dos destinos turísticos amazonenses com belezas naturais e culturais mais encantadores do estado.

Conhecido como “Terra do Guaraná”, Maués é um dos maiores produtores de guaraná do Brasil e tem um dos povos mais longevos do país. Por isso, as terras maueenses são um grande atrativo para o turista que ama a natureza.
Da pesca esportiva ao turismo de aventura, Maués caminha para se consolidar no setor. A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) percorreu alguns dos atrativos das terras da Mundurucânia na semana em que o Departamento de Regulação e Fiscalização realizou ação de orientação juntos aos prestadores de serviços turísticos.Entre os encantos com que o visitante se depara está o rio Maués-Açu. No período de setembro a março, em que suas águas baixam, as lindas praias surgem, emoldurando um cenário que poderia ser batizado como “Caribe Amazonense”.
As praias da Maresia e Antártica concentram quase 2,5 quilômetros de balneário, em uma água límpida e transparente. As duas opções são os principais atrativos naturais de Maués. “O turista que vier se depara com esse paraíso, e vai dispor de toda uma infraestrutura com rede hoteleira, restaurantes, segurança. Será muito bem recebido e muito bem tratado com a energia desse povo maravilhoso”, comentou Helena Doce, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Ilha de Vera Cruz
Com um sítio arqueológico, onde os primeiros estudos apontam para artefatos com mais de 400 anos, a Ilha ou Costa da Vera Cruz é considerado o atrativo, em zona rural, mais belo de Maués. Em frente à sede do município, a cerca de 10 minutos de voadeira, a ilha é marcada por praias, igapós, e um povo simples e hospitaleiro, que mantém viva a tradição cultural e religiosa.
O local é uma das paradas para o turista que desembarca no município. Há restaurante que oferece comida regional, e as belas praias que se emaranham ao cenário verde da ilha.
“A ilha da Vera Cruz é encantadora, misteriosa, de paz. Aqui, você vai desfrutar de um local seguro, de uma praia com água limpa, e ainda poder saborear uma iguaria regional deliciosa. E tudo isso a dez minutos de lancha, na frente da cidade”, declarou o empresário Esteves Belmiros, proprietário de um restaurante na ilha, cadastrado no Cadastur.

Energia do guaraná
O arquiteto gaúcho Silvio Proença, 59, virou filho de Maués e personalidade do município após popularizar a batida do guaraná na cidade. O guaraná é Patrimônio Cultural do Estado. Há 20 anos em terras maueenses, o Barão do Guaraná, como é conhecido, inventou a bebida “Turbinado”, que energiza os turistas e moradores com muita virilidade e disposição. O “pub” de sua propriedade virou um atrativo turístico para quem quer se energizar com o sabor da natureza.]

“Quando eu vim pela primeira vez para cá, me encantei com a ilha da Vera Cruz. Que paraíso, que lugar lindo. Inclusive morei durante oito meses lá. E, durante esse período, vi que os moradores tinham o costume de consumir o guaraná, alcançavando mais disposição. Vi idosos acima dos 90 anos trabalhando ainda. E tive a ideia de aprimorar o guaraná batido em uma bebida rica de energia”, explicou o empresário.

Casado com uma maueense, Proença se especializou no fruto energético e percorreu o mundo divulgando a bebida turbinada. Do guaraná nasceram os derivados do fruto, como o chá, o licor, a limonada à base de guaraná, e tantas outras iguarias feitas pelo Barão do Guaraná.

“Essa terra é mágica, é linda por natureza. Lembro-me que, há 20 anos, eu via o caboclo da região consumindo o guaraná, mas o turista não tinha isso à disposição. Nós compartilhamos o guaraná para todo mundo. Hoje, o Turbinado, que é patenteado por mim, popularizou-se na cidade. A gente vê as pessoas felizes na cidade, os interiores são todos parecidos, mas aqui é diferente. E esse diferencial, essa energia, vêm do guaraná”, disse o empresário.

Primeira agência
Na última segunda-feira (02/09), foi inaugurada a primeira agência de turismo, cadastrada no Cadastur, do município. O empresário Ilson Rogerio, da RogerTur, incluiu o destino nos pacotes de viagens comercializados pelo empreendimento.

“Nós, inicialmente, vamos intensificar a ida de turista para o Festival de Guaraná, previsto para os dias 28, 29 e 30 de novembro, e incluir um roteiro com o turismo de praia, ecoturismo, entre outros segmentos da linda Maués”, declarou o empreendedor.

Atrativos turísticos e culturais de Maués
Conforme levantamento da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura de Maués, segue uma lista dos atrativos maueenses:
Cachoeiras do Amana/Parauari; Reserva de Desenvolvimento Sustentável Lago Grande; Pesca Esportiva; Praias; Sítios Arqueológicos; Ilha da Conversa; Reservas Indígenas; Encontro das Águas, Comunidade São Francisco do Pupunhal; Rio Jacundá; Trilhas; Turismo de Base Comunitária; Observação de Botos; Artesanato indígenas, Festas Religiosas; Danças Regionais; Luzéia – Pesca do Bambu; Artesanato em Guaraná; Cultura do Guaraná; obelisco da Praça Coronel João Verçosa, entre outros atrativos.

 

 

Fotos. Clóvis Miranda


Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe um comentário