Bosque da Ciência do Inpa recebe 100 crianças da Colônia de Férias da SEC

Nesta quinta-feira, cerca de 100 crianças conhecerão alguns animais, plantas e microrganismos que ocorrem na maior floresta tropical do mundo sem sair da área urbana de Manaus. É que os pequenos de 7 a 12 anos passarão uma tarde no Bosque da Ciência, o espaço de visitação do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), como parte da programação da 2ª Colônia de Férias, promovida pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

No Bosque da Ciência, as crianças farão uma visita guiada pelos principais atrativos e ver o trabalho do Instituto, por exemplo, para a conservação de espécies amazônicas como o peixe-boi e a tartaruga. Elas também participarão de uma atividade sobre Ser Pesquisador na Amazônia, que será desenvolvida pela coordenadora de Extensão, a pesquisadora Rita Mesquita. A ação contempla o foco da colônia deste ano, que é Profissões.

“Queremos que essas crianças tenham uma tarde prazerosa e de aprendizagem no bosque. Também esperemos despertar nelas o desejo pela ciência, a partir do trabalho que o Inpa faz para a conservação e o desenvolvimento da nossa região”, destacou o coordenador do Bosque da Ciência, Alexandre Buzaglo.

Além do bosque, outros nove espaços culturais de Manaus entraram no roteiro da Colônia de Férias da SEC. A Biblioteca Pública do Amazonas, o Palacete Provincial, os centros culturais Palácio da Justiça, Palácio Rio Negro e Povos da Amazônia, o Cine Teatro Guarany, o Parque Jefferson Peres, o Casarão de Ideias e o Museu da Cidade.

Para o diretor da Central Pedagógica da SEC, Ricardo Lopes, essa parceria é algo “maravilhoso”. “Oportunizar que crianças conhecem espaços culturais e possam dialogar com os profissionais desses lugares ajuda a ampliar o repertório cultural dos participantes, consecutivamente de seus pais que acompanham os filhos nas visitas e constroem juntos novos roteiros de visitação na cidade”, destacou o gerente da Central Pedagógica da SEC, Ricardo Lopes.

Bosque da Ciência

Fragmento florestal de 13 hectares – equivalente a 13 campos de futebol, o Bosque da Ciência é um espaço que permite ao visitante contato com a natureza e com a cultura tradicional (indígena e cabocla) e aproximação do saber científico. Consolidado com um ponto turístico de Manaus, o bosque tem entre os atrativos o tanque de peixes-bois, a ilha da Tanimbuca (árvore de 600 anos), trilha suspensa à altura da copa das árvores, Lago Amazônico (peixes, quelônios, insetos e plantas aquáticas), recinto dos jacarés, casa das abelhas e vários animais da fauna livre (macacos, cutias, preguiças, aves).

Atualmente a Casa da Ciência está em reforma, mas o acervo foi redistribuído para a Casa de Madeira, próximo ao Auditório da Ciência, e o Chapéu de Palha, perto do Lago Amazônico. O bosque fica na rua Bem-te-vi, s/nº, Petrópolis, e abre de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h, sábado e domingo das 9h às 17h. A portaria fecha às 16h.

O ingresso custa R$ 5, mas crianças até 10 anos e idosos não pagam. Visitas de escolas agendadas são gratuitas. Os interessados podem fazer o agendamento pelo endereço http://abc-bosque.inpa.gov.br/.

 

 

 

 

 

Fonte. portal.inpa.gov.br
Fotos: INPA e AMPA


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *