Brasil e China chegam a acordo sobre exportação de açúcar e descartam disputa na OMC

Brasil e China chegaram a um acordo sobre as regras para exportação de açúcar para o país asiático. O Ministério da Agricultura (Mapa) divulgou nesta terça-feira (21) que as queixas a respeito das tarifas cobradas sobre o produto serão atendidas, sem necessidade de abertura de um painel na Organização Mundial do Comércio (OMC).

“As preocupações que embasaram o pedido de consultas brasileiro deverão ser atendidas, de modo mutuamente satisfatório, sem a necessidade do estabelecimento de um painel na OMC para examinar a matéria”, disse o governo brasileiro em nota.

Em setembro, o Brasil solicitou consultas à organização sobre o assunto. Desde 2017, o governo chinês aplica uma tarifa adicional de 45% ao imposto de importação sobre o açúcar brasileiro, totalizando um taxa final de 90% tanto para o produto bruto quanto para o refinado.

Desde a implementação da medida, as exportações do produto para a China caíram bruscamente, segundo o Mapa.

“O Brasil vê positivamente o resultado alcançado, que reflete o engajamento e a disposição construtiva de ambas as partes para alcançar uma solução para a disputa.”

Na nota, o ministério diz que o Brasil abordou no pedido de consultas a administração de uma cota tarifária pela China e também a operação de um sistema de licenciamento automático para importações do produto fora da cota.

O pedido formal de consulta é uma fase de negociação preliminar a uma investigação pela OMC. Quando um acordo não é alcançado, o governo do país que pediu a consulta ganha o direito de abrir um painel na OMC. O painel é a investigação, quando especialistas examinam as condições de comércio questionadas.

Fonte. g1.globo.com

Foto. G1


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *