Que fanatismo é este?
Luciano Everton - Historiador

Que fanatismo é este?

LUCIANO EVERTON Há pessoas, brasileiros, que têm a convicção de que o nosso país está caminhando no rumo certo, mesmo que: O desemprego esteja nas alturas; As pequenas e médias…

0 Comentários
Dinheiro, Poder e “Fé”
Luciano Everton - Historiador

Dinheiro, Poder e “Fé”

LUCIANO EVERTON Essa semana diversos veículos de imprensa divulgaram que o líder evangélico da Igreja Internacional da Graça de Deus, pastor R.R. Soares, internou-se no Hospital Copa Star, no Rio…

0 Comentários
Roubar, matar e destruir
Luciano Everton - Historiador

Roubar, matar e destruir

Quem não conhece a famosa frase que diz que o diabo (o termo é ladrão, porém substituímos por diabo) vem para roubar, matar e destruir? Certamente muitos já ouviram isso.…

0 Comentários
Chacinas, até quando?
Luciano Everton - Historiador

Chacinas, até quando?

As execuções, verdadeiros assassinatos a sangue frio, que ocorreram no Jacarezinho, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, são de causar profunda indignação. Famílias inteiras que residem na…

0 Comentários
Artigo. Aniversário de Manaus: Disputa de Memórias
Luciano Everton - Historiador

Artigo. Aniversário de Manaus: Disputa de Memórias

Luciano Everton Costa Teles é Historiador.

Em geral, costuma-se comemorar o aniversário da cidade de Manaus no dia 24 de outubro. Nesse sentido, no ano de 2020, Manaus deve, então, comemorar os seus 351 anos. Entretanto, em anos anteriores, em especial no ano de 1998, as autoridades da época buscaram celebrar os 150 anos da capital do Amazonas. Nada impede que no próximo ano Manaus seja parabenizada pelos seus 480 anos ou ainda pelos seus 7 mil anos de existência.

(mais…)

0 Comentários

A Amazônia arde em chamas

LUCIANO EVERTON

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgou no mês de agosto do corrente um dado bastante preocupante: o desmatamento da Amazônia, entre agosto de 2019 e julho de 2020, aumentou em 33% em comparação ao mesmo período anterior. O fogo está consumindo o coração da maior floresta tropical do mundo e, consequentemente, está queimando não somente a sua riqueza natural, sua biodiversidade reconhecida nacional e internacionalmente, mas também colocando em risco as populações tradicionais – os povos indígenas e seus descendentes, quilombolas e outros – que historicamente reproduzem a sua existência no contato e na relação com os rios e a floresta.

(mais…)

0 Comentários

A Elevação do  Amazonas à  Categoria de Província

LUCIANO EVERTON

O Amazonas foi elevado à categoria de província pela Lei n. 582 de 5 de setembro de 1850. Não obstante, há uma série de acontecimentos entre os anos de 1823 e 1850 que precisam ser observados para que possamos entender minimamente os motivos que levaram o Rio Negro a perder a condição de província no início do Império, tornando-se Comarca do Alto Amazonas subordinada administrativamente ao Pará, então província, para depois, apenas em 1850, conseguir novamente a condição de província.

(mais…)

0 Comentários

A farsa revelada e a ficha caindo

LUCIANO EVERTON

Na “república de Curitiba” os atos de fingimento, de dissimulação e de falsidade estão se tornando explícitos. Em outras palavras, a hipocrisia está sendo revelada. Comecemos por Deltan Dallagnol. Este que se dizia lutar contra as prescrições das punições, elemento que para ele gerava impunidade, argumentou ao STF, no dia 17 de agosto, que a presumível punição dele (no processo do CNMP relacionado ao PowerPoint, em 2016) já estava prescrita. Ou seja, para Dallagnol a luta contra as prescrições das punições só vale ser defendida se for direcionada para seus adversários políticos (políticos porque está mais do que comprovado que a Lava Jato foi uma operação política). Para ele e seus iguais não, podendo até ser solicitada como um instrumento jurídico, como o fez ao STF.

(mais…)

0 Comentários

O Brasil e o Sistema de Cotas

LUCIANO EVERTON

Recentemente um pastor chamado Josué Bengtson, paulista, mas que já foi ex-deputado federal pelo PTB do Pará, disse em um vídeo, que veio a público, que não voaria em um avião cujo piloto fosse alguém que tivesse adentrado ao curso de formação pelo sistema de cotas raciais. O que o referido pastor e ex-deputado federal efetivamente quis fazer foi atacar o sistema de cotas raciais implantado no país.

(mais…)

0 Comentários