Indígenas do Alto Solimões concluem 1ª etapa da formação de professores

Um grupo de 57 acadêmicos oriundos dos municípios amazonenses de Benjamim Constant, São Paulo de Olivença e Tabatinga, no Alto Solimões, concluíram a primeira etapa do curso de Formação de Professores Indígenas. O curso foi promovido pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas (Faced/Ufam) no interior.

A turma, formada por indígenas das etnias Tikuna e kokama, recebeu o apoio do Instituto de Natureza e Cultura (INC), Unidade Acadêmica da Ufam localizada em Benjamin Constant. Essa é uma das turmas de um total de cinco que estão em andamento, com oportunidades em São Gabriel, Lábrea, Manicoré e no Médio Solimões. Até o momento, três turmas já se formaram.

O curso foi coordenado pela professora Jonise Nunes, enquanto a professora Rita Floramar atuou na função de coordenadora de avaliação. No Seminário parcial de avaliação, os estudantes decidirão em que área eles devem atuar, dentre estas: Exatas e Biológicas; Humanas e sociais; Letras e Artes. Após a escolha, prosseguem estudando na área específica.

Licenciatura Indígena

Trata-se de um curso com características específicas e diferenciadas, criado em atendimento a uma demanda dos povos indígenas. Na Ufam, as atividades são desenvolvidas com o financiamento do Programa de Formação Superior e Licenciaturas Indígenas (Prolind), promovido pelo Ministério da Educação (MEC) com o objetivo de dar apoio à formação superior de professores que atuam em escolas indígenas de educação básica.

 

 

 

 

 

Fonte. Cristiane Souza – Ascom Ufam

Edição – Walter Correa

Foto – Divulgação


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *