Educação Indígena perde gestor em acidente fluvial no Rio Negro

Um acidente fluvial no Rio Negro vitimou na madrugada deste domingo, 14/7, o gestor escolar Márcio Silva da Rocha, de 42 anos. A ocorrência fatal aconteceu durante o retorno da Comunidade do Jaraqui, na qual o professor havia participado de um evento. A lancha de pequeno porte na qual era passageiro ‘virou’ no meio do rio. Segundo relato do condutor, Márcio teria conseguido, num primeiro momento, se manter apoiado na própria embarcação mas quando o socorro chegou, já estava desaparecido.

O corpo do professor foi resgatado, por volta das 9h da manhã deste domingo por comunitários que iniciaram as buscas. Servidor da Secretaria Municipal de Educação de Manaus há 14 anos, estava a quase um ano na direção da Escola Municipal Indígena Aru Waimi, localizada na Comunidade Terra Preta, também no Rio Negro, zona rural/ribeirinha da capital. 

Nota de Pesar

A Prefeitura de Manaus, em nome do prefeito Arthur Virgílio Neto, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, e a secretária municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, lamentam com grande pesar a morte do gestor

“Minha solidariedade e de toda a prefeitura à família do Márcio, servidor que aceitou o desafio de trabalhar a educação na área Rural, com seus percalços e com tamanha nobreza”, disse o prefeito.

A secretária Kátia Schweickardt afirmou que a Semed perde um valoroso servidor, que prestava um excelente trabalho à rede, desde 2005 e destacou que a Prefeitura de Manaus, por meio da Semed e sua Divisão Distrital Zonal Rural (DDZ Rural), está prestando todo o apoio à família e também auxiliará no velório, após a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML).

 


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *