Governo entrega seis pontes no Ramal da Morena, em Presidente Figueiredo

Destaques

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), concluiu a construção de seis pontes no Ramal da Morena, situado na zona rural do município de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus). As obras beneficiam produtores rurais e moradores da região, que precisam de mobilidade para acesso às áreas e escoamento de produtos agrícolas. 

Construídas de forma definitiva, com muros de gabião e tabuleiros em concreto armado, as pontes estão situadas nos Km 15, 18, 20, 23, 28 e 29. Anteriormente, as famílias tinham de fazer desvios e arrumar soluções provisórias para não ficarem isoladas e prejudicadas com o trabalho no campo.

A piscicultura é a base da economia no Ramal da Morena, com destaque também para a produção hortifrutigranjeira, que é bem diversificada e que abastece o próprio município de Presidente Figueiredo e a capital. A produção agrícola é baseada principalmente no cultivo de produtos como mandioca, macaxeira, cupuaçu, mamão, banana, abacaxi, abacate, laranja, pupunha e melancia.

“O projeto de construção das pontes estava desde o ano de 2016, quando foi feito o processo licitatório, mas a obra enfrentou diversos problemas, o que ocasionou constantes atrasos no cronograma. O Governo do Amazonas prioriza a questão da mobilidade, tanto urbana quanto rural, com ênfase na recuperação de estradas e ramais para garantir o escoamento da produção rural, que é o motor da economia do interior”, destacou o titular da Seinfra, Carlos Henrique Lima. Ramais

Neste ano, a Seinfra realizou obras de recuperação de estradas, ramais e vicinais. As obras na Estrada do Novo Remanso, em Itacoatiara, onde estão os maiores produtores de abacaxi do Estado, estão com mais de 40% de execução. Em Autazes, o Governo do Estado inaugurou no segundo semestre os ramais do Rosarinho e do Iguapenú e estão em andamento as obras em quatro ramais da localidade. Obras dessa natureza garantem, além do ir e vir das famílias situadas nestes ramais, o crescimento econômico e social com a produção rural feita na região.

Fonte – Secom Am
Fotos – Divulgação/Seinfra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *