Médica denuncia perseguição política em Manaquiri – AM

Interior

A médica da família Maria Silva, escreveu uma carta publicada em redes sociais, denunciando perseguição política da secretária municipal de saúde do município de Manaquiri, Maria Luiza Souto, irmã do prefeito da cidade, Jair Souto.

Na carta, a médica disse que ao desenvolver um trabalho de saúde familiar bem sucedido, a população começou a procurar pelo atendimento da profissional com mais frequência, isso teria chamado a atenção da secretária de saúde.
A médica diz que isso ficou mais claro quando foi solicitado a ela que “assinasse um atestado de óbito sem poder ver o cadáver e atestar a morte”, afirma a médica.

No texto assinado pela profissional, ela diz ter “recusado assinar o atestado de óbito”. Após o episódio a médica, que é profissional do programa do governo federal ‘Mais Médicos’, foi transferida para outra unidade de saúde do município, local em que teria sido perseguida outras vezes, agora por enfermeiras, que chegaram a alterar receitas da médica destinada a pacientes. A profissional diz que registrava essas irregularidades em ATA no cartório da cidade.

Maria Silva chega a afirmar, que chegavam a adulterar a folha de ponto dela, o que ela considera como algo “absurdo e constrangedor”.

A médica diz que o ápice da perseguição foi quando precisou se ausentar da unidade de saúde em que trabalhava, por ter tido contato com o filho dela, até então suspeito de ter sido infectado pelo novo coronavírus.
A profissional afirma ter sido afastada com respaldo de um atestado e que mesmo assim após da quarentena foi informada pela secretária Luiza Souto que “estava afastada do trabalho em de ausência não justificada”.

A médica Maria Silva atuava no município de Manaquiri desde 2018 e com esse afastamento está a disposição do ministério da saúde e deve ser encaminhada para trabalhar em outro município.

Até o fechamento desta edição não conseguimos retorno da assessoria de imprensa do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *