Alerta Vermelho na Saúde. Sisreg AM tem 98 mil pessoas na fila de espera

A coletiva de imprensa concedida pelo Governador Wilson Lima (PSC) e seu vice-Governador e Secretário de Saúde Carlos Almeida Júnior (PRTB), na manhã desta sexta-feira (4), no corredor do Hospital Universitário Francisca Mendes, serviu como mais um alerta à população sobre as dificuldades que a atual gestão está encontrando para compreender a real condição financeira e de gestão da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), na busca por entregar um bom serviço de saúde.

Durante a visita a unidade hospitalar que é referência, ambos foram incisivos em enumerar os problemas detectados. O Secretário Carlos Almeida descreveu um quadro de Alerta Vermelho em diversos setores da Susam, que vai desde a Central de Abastecimento de Remédios até o Sisreg.

“Todos os setores da Susam parecem estar em alerta vermelho. Não há controladoria eficiente. Não existe uma sistematização dos dados e das informações por programas modernos de gestão e informática. Ali ainda utilizam máquinas de datilografar (foto). A precariedade vai do controle de recursos humanos, passa pela prestação de serviços e continua sobre os fornecedores. Não temos como saber se o servidor está de férias, se terminou e não se apresentou; os inícios, períodos de vigências e encerramentos dos contratos. Há muita gente reclamando que não recebeu pelo que trabalhou ou forneceu”, enumerou o Secretário.

Atrasos nos pagamentos de fornecedores, dos prestadores de serviços até o montante no valor de R$600 milhões de reais de dívida. Estes seriam alguns dos problemas que explicam parte do tamanho da fila no Sistema de Regulação da agenda de marcação de consultas e exames da rede pública do Amazonas (Sisreg), precariedades atribuídas às gestõesque passaram pela Secretaria. Ao continuar suas declarações o Secretário revelou o tamanho da fila que aguarda por um procedimento médico.

“Hoje o Sisreg do estado tem noventa e oito mil pessoas na fila de espera aguardando por uma consulta, exames ou cirurgia. Herdamos um cenário ruim mas vamos organizar e trabalhar para reduzir os prejuízos”, afirmou o Secretário.

Sobre as condições de trabalho e atendimento no hospital Francisca Mendes, o Secretário confirmou as inúmeras dificuldades de execução dos serviços que a direção do hospital enfrenta ao concordar com a declaração do Governador minutos antes à imprensa. “Sim, soubemos agora dos próprios servidores aqui do Francisca que hoje está faltando seringas no hospital”, definiu ele.

Alinhamento Político 

Momentos antes da entrevista do Secretário de Saúde destacar os entraves encontrados por ele e sua equipe de transição, o governador Wilson Lima concedeu também no corredor do hospital uma entrevista coletiva sobre suas primeiras ações de governo e revelou que ‘teve uma conversa longa’ com o prefeito de Manaus.

“Informo em primeira mão que ontem eu e o Arthur Neto conversamos por um longo período. Dentre os diversos assuntos de interesse da população destaco o Transporte Público e Infraestrutura. Assim que possível vamos nos encontrar para debatermos e alinhar ações que beneficiem a cidade”, definiu Wilson.

 

 

 

 

Fonte. Da Redação portaldonorte.com

Fotos. Francisco Almeida – portalgazetadoamazonas.com.br

 


Redação Portal do Norte

Redação Portal do Norte

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..
Redação Portal do Norte

 

Manaus, Amazonas, Amazônia, Brasil, Comunicação, Imprensa, Notícias..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *