Susam-AM prevê economia de R$ 2 milhões com sistema eletrônico de gestão

Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) apresentou na quinta-feira (12/03), no auditório do órgão, a ampliação do seu projeto de gerenciamento de documento eletrônico. O Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos (Siged) prevê a eliminação de papel na tramitação de processos da secretaria, dando mais celeridade aos processos internos e reduzindo os gastos anuais em até R$ 2,2 milhões.

Desde o ano passado, a secretaria já trabalha com o processo de pagamento no sistema e agora, a partir de abril, vai utilizar o sistema em todos os seus processos internos. O sistema foi liberado via cessão de uso pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-AM), que é a mantenedora.

De acordo com o secretário executivo da Susam, João Paulo Marques dos Santos, a intenção é transformar todos os processos físicos da secretaria em processos eletrônicos, tanto na sede quanto nas unidades de saúde da capital e do interior.

“Inicialmente estaremos implantando o projeto nos processos internos dentro da secretaria e, nas próximas fases, avançaremos para as nossas unidades da capital. A previsão é que as unidades do interior do estado também passem por essa substituição de sistema”, disse João Paulo.

O Siged entra em funcionamento no dia 2 de abril para os processos internos da Susam. Antes da implantação, os servidores passarão por treinamento e acompanhamento do Departamento de Tecnologia da Informação da secretaria (Detin).

Conforme o diretor de Tecnologia da Informação (TI) da Susam, Francisco Arce, durante o período de implantação, todos os setores receberão acompanhamento técnico da equipe de TI do órgão.

“Mesmo após a implantação do sistema, ainda faremos avaliações diretamente com servidores, para sanar qualquer dúvida e fazer os ajustes que possam surgir, durante o processo de adaptação dos funcionários à nova ferramenta”, afirmou Arce.

Atualmente, cada processo administrativo possui 150 folhas, em média, com custos que variam entre R$ 30 e R$ 70, segundo dados estatísticos de empresas especializadas em software para processos eletrônicos. Outro dado importante é a quantidade de folhas economizadas: pode chegar a quase 20 mil o número de resmas (500 folhas) de A4 que deixarão de ser utilizadas, no período de um ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *