Wilson Lima garante hospital de ‘campanha’

Manaus

Governador do Amazonas garante que hospital da Nilton Lins será aberto e quem tentar impedir “terá de enfrentar o governador”. https://youtu.be/M0XK0rBCHP0
O governador do Amazonas, Wilson Lima, vistoriou o Hospital Nilton Lins, na manhã desta quinta-feira (16/04), e garantiu que a implantação da unidade, que vai servir como hospital de retaguarda para casos do novo coronavírus (Covid-19), é necessária e urgente. Ele adiantou que o hospital vai começar a receber os primeiros pacientes já neste final de semana.

O governador explicou que o Estado recorreu da decisão judicial que concedeu liminar suspendendo a implantação dos 400 leitos programados para a unidade.  “Não muda nada o nosso trabalho aqui no Hospital Nilton Lins. Nós não vamos parar, e eu quero ver quem vem aqui enfrentar o governador para parar o trabalho aqui”, afirmou o governador.

“Nós estamos trabalhando, o mundo está trabalhando para salvar vidas, o tempo nesse momento é exíguo e é nosso inimigo. Enquanto a gente está fazendo isso, tem pessoas que estão lutando contra, e é inadmissível uma decisão dessa baseada numa fake news”, afirmou Wilson Lima.

Segundo a Procuradoria Geral do Estado (PGE), a liminar que pede a suspensão da implantação do hospital foi concedida ferindo o processo legal, sem parecer do Ministério Público do Estado e sem que o Governo fosse notificado a prestar esclarecimentos. Na avaliação do Estado, o investimento no Hospital Nilton Lins está muito abaixo do que outros estados têm investido para implantar hospitais de campanha, em espaços sem estrutura mínima.

“Estou próximo de chegar à capacidade máxima do Delphina Aziz, então quando eu chegar com a capacidade máxima no Delphina Aziz, o que eu vou fazer? Naturalmente que eu vou ter uma estrutura pronta como essa para receber os pacientes. Uma estrutura com 400 leitos você não consegue preparar de um dia para a noite”, completou o governador.

Ele destacou as vantagens da estrutura já existente na unidade hospitalar de retaguarda. “Eu duvido que haja no Brasil uma estrutura de campanha como essa daqui que nós estamos montando na Nilton Lins. Eu duvido, desafio alguém mostrar uma estrutura melhor que essa para atender aos casos do novo coronavirus”.

Convocação – O governador explicou ainda que 200 profissionais da área da saúde aprovados no concurso público do Corpo de Bombeiros, de 2009, já vão começar a se apresentar para trabalhar no local a partir da tarde desta quinta-feira (16/04).

“A gente já está nos detalhes, o nosso problema agora é com relação ao RH. Devem estar chegando hoje esses bombeiros, uma empresa de técnicos de enfermagem está nos cedendo funcionários, e também estamos contratando mais 700 técnicos de enfermagem, inclusive o processo de inscrição começou hoje (16/04). Assim que terminar esse processo de inscrição, a gente já começa o chamamento desses profissionais”, garantiu Wilson Lima.

Gabinete – O governador Wilson Lima adiantou que vai montar um gabinete, nos próximos dias, para despachar direto de uma estrutura montada no próprio terreno onde está localizado o Hospital Nilton Lins, zona centro-sul de Manaus. “Estou vindo aqui todos os dias, a minha visita aqui vai ser constante, inclusive estou montando meu gabinete aqui juntamente com a secretária de Saúde, para que daqui a gente possa fazer o monitoramento da rede”, explicou.

O governador adiantou, ainda, que há uma proposta do próprio Governo Federal de começar a construir um hospital de campanha no estacionamento do Delphina Aziz, hospital de referência no Estado no atendimento a casos de Covid-19. Em paralelo à implantação do Hospital Nilton Lins, o Governo do Amazonas segue a ampliação, como planejado, do Delphina Aziz para completar os 350 leitos previstos. Desses, já há 305 ativos, sendo 100 somente de UTI.

Na noite da última quarta-feira (15/04), o governador esteve no hospital da zona norte para receber os primeiros cinco médicos intensivistas que passaram a atuar na unidade, convocados do concurso dos Bombeiros de 2009. Na manhã desta quinta-feira (16/04), outros quatro se apresentaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *