Zezé Perrella deixa o comando do futebol do Cruzeiro após dois meses

Esportes

Zezé Perrella não é mais homem forte do futebol do Cruzeiro. O gestor de futebol deixou a função na manhã desta quinta-feira. Quem assume a gestão de futebol é Márcio Rodrigues, que foi vice-presidente do clube na gestão de Gilvan de Pinho Tavares. A informação foi confirmada pelo presidente do clube, Wagner Pires de Sá, ao GloboEsporte.com.

– Eu não o tirei do cargo. Em uma reunião anteontem, o Zezé esteve comigo e conversou, dizendo que precisava descansar. Ele se colocou ainda à disposição do Cruzeiro para ajudar o clube. Mas ele realmente está saindo. Assume o Márcio Rodrigues, uma figura que tem experiência no futebol e já trabalhou na nossa base – afirmou Wagner Pires de Sá.

A versão de Zezé é diferente. Ele afirma que não pediu para descansar e que foi demitido.

Outras mudanças também foram confirmadas na cúpula celeste. Ronaldo Granata, atual vice-presidente do clube, irá comandar as categorias de base do Cruzeiro. Hermínio Lemos, outro vice da atual gestão celeste, vai assumir a direção administrativa do clube.

Em contato com o GloboEsporte.com, Zezé Perrella divulgou uma mensagem que recebeu do Wagner Pires de Sá, na madrugada desta quinta-feira, em que o presidente agradece a Perrella pelo trabalho desempenhado e anuncia sua saída. Leia a mensagem na íntegra abaixo.

Crise institucional e administrativa
Zezé assumiu a gestão de futebol do Cruzeiro em outubro deste ano, chegou com o time eliminado da Copa Libertadores, Copa do Brasil e na zona de rebaixamento do Brasileirão. Nos bastidores, Cruzeiro passava pelo conturbado momento institucional. Investigado pela Polícia Civil por suspeitas de lavagem de dinheiro e desvio de verbas, além da venda irregular de jogadores.

Ex-presidente do Cruzeiro de 1995 a 2002 e de 2009 a 2011, Zezé Perrella ocupava a presidência do Conselho desde o fim de 2017 e assumiu a gestão do futebol do clube em outubro desta temporada, após Itair Machado, vice-presidente do futebol ser demitido e também Sérgio Nonato ter renunciado ao cargo de diretor do Cruzeiro. O objetivo de Zezé era livrar o time do rebaixamento inédito à Série B do Brasileirão e colocar as contas do Cruzeiro em dia com antigos parceiros financeiros do clube.

Fonte – Globo Esporte

Foto – Vinnicius Souza / Cruzeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *